Governo do Amazonas lança guia turístico em japonês

Crédito de imagem: Foto divulgação/AmazonasTur

A Amazonastur (Empresa estadual de turismo do Amazonas) em parceria com o Consulado Japonês do Amazonas, lançou, no último dia 01 de dezembro de 2011, o pré-lançamento do Guia Turístico Ecológico e Cultural do Amazonas em Japonês.Segundo Oreni Braga, presidente da Amazonastur, o estado é o terceiro destino brasileiro mais procurado pela nação nipônica, perdendo apenas para Foz do Iguaçu(PR) e Rio de Janeiro(RJ).

O guia turístico em japonês tem como finalidade, favorecer a montagem de pacotes de viagem, o que provavelmente beneficiará a comercialização, aumentando o fluxo de turistas no destino. “Quando a gente prospecta um mercado prioritário para promover o Amazonas, começa a estreitar o diálogo com os operadores. O guia sintetiza todos os nossos atrativos, trazendo orientações de como proceder nas mais diversas áreas. Isso é importante porque vai ajudar as operadoras a prepararem pacotes turísticos mais atrativos”, ressaltou Oreni Braga.

Para o Cônsul geral do Japão em Manaus – Hajime Naganuma, o guia é de grande importância para os japoneses, pois, segundo ele existe enorme interesse do seu povo em conhecer as nações amazônicas por causa da questão da preservação do meio ambiente.

A publicação deste guia em japonês soma-se a outros seis já existentes lançados em inglês, mandarim, espanhol, francês, alemão e português.

Além do guia, mapas ilustrados com pontos turísticos do estado e folders com informações turísticas importantes serão oferecidos como ferramenta na promover o Amazonas. Já para a capacitação de operadores, serão utilizados CD-ROM e portal de internet em dez idiomas para ajudar no processo de promoção do Estado.

Todo material será distribuído em feiras, simpósios e eventos internacionais, visando também promover o Amazonas para a copa de 2014.

by Clí Santos

Bem-vindo a São Paulo

São Paulo é a terceira maior cidade do mundo. Charmosa, rica, moderna, intelectual, sentimental, democrática…não há como definí-la!

Crédito de imagem: Acervo SP Turis / Avenida Paulista.

Cidade que é símbolo do bom e do ruim. Selva de pedra, cinzenta, monstro da economia brasileira e da diversidade. Por lá as diferenças se encontram em uma pluralidade racial.

Sampa é a capital sul-americana de feiras e negócios, onde o Turismo movimentou só em 2010 números por volta de R$ 9,6 bilhões, em viagens, hospedagens e transportes.

Entre as ofertas turísticas da cidade está uma enorme variedade de restaurantes, cinemas, casas noturnas, museus, teatros etc. A capital ainda abriga as principais redes hoteleiras nacionais e internacionais. Também é sede das 100 maiores empresas privadas nacionais, assim como de 63% dos grupos internacionais que também estão instalados na metrópole.

Um dos pontos mais característicos da cidade é a Avenida Paulista. Conhecida, mundialmente por concentrar o maior centro empresarial financeiro ela é hoje considerada um pólo de decisões. Sendo, até, comparada a Quinta Avenida em Nova Iorque…quanto poder eihm?rsrs.

Eu, particularmente, amo SP e já comentei isto em outros posts. Costumo dizer que sou paraense de nascimento e paulistana de coração!! I love Sampa.

E, continuando meu post sobre a viagem a São Paulo, vou descrever um pouco minha rápida caminhada pela Avenida Paulista!!

Avenida Paulista

Andando pela Paulista, sou apenas mais uma entre tantas outras pessoas. No corre-corre pra lá e pra cá, sou imperceptível. Mas, não me importo, simplesmente anseio pelo acolhimento da grande “mãe” São Paulo.

Em passos lentos, avisto enormes esculturas de rinocerontes em tamanho natural, todos pintados segundo o olhar de diferentes artistas do projeto “Rino Mania”.  O principal objetivo da exposição é disseminar a arte e a preservação das espécies no meio ambiente.

Escultura de Rinoceronte na Avenida Paulista/SP

Logo, me veio em mente: Por que não organizam uma exposição com animais de nossa fauna brasileira? Pôxa! A Amazônia está em evidência no mundo inteiro. Qual o problema em não valorizar o nosso bioma? Bem, mas esta questão já é uma outra história…rsrs

Um lugar bacana pra visitar, na Paulista, é o Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand). Já o visitei outras vezes e ele sempre me surpreende.

Entrada do MASP

O legal é que, nas terças-feiras, a entrada é gratuita.rsrsr…E, justamente, neste dia pude conferir a exposição: “Arte Urbana Contemporânea – De Dentro e de Fora”.

Nesta amostra o público é convidado a interagir com a arte apresentada através de diferentes linguagens: instalações, pintura, escultura, desenho etc.

A arte retratada Dentro e Fora do Museu

Achei a proposta bem interessante, pois a arte está presente em todos os lugares e principalmente no cotidiano de nossas vidas. E, nos trabalhos expostos foi possível observar que a paisagem urbana da cidade mistura-se “dentro e fora” do museu.

Acredito que a reflexão do que é arte só depende da nossa própria capacidade de interpretação.

Aqui a expressão de vários artistas

E, assim, caminhando, observando, admirando…rsrs, sigo pela Paulista …

Ah! Não poderia deixar de citar outro lugar que eu gosto muito, a Casa das Rosas – um espaço no qual a poesia e literatura caminham juntas. Geralmente, neste centro cultural acontecem saraus, recitais, teatros e todo e qualquer tipo de arte. A dica ao leitor é consultar o calendário de eventos do casarão e, na visita, não deixem de passar no charmoso café que fica na área externa do espaço, com uma maravilhosa  vista para o belo jardim que o casarão possui.

Jardim da Casa das Rosas

Bem, chegando ao fim deste meu passeio pela Paulista, lembrei-me de uma composição de Caetano Veloso sobre a faceira e gigante: “Sampa”:

(…) E foste um difícil começo

Afasto o que não conheço

E quem vende outro sonho feliz de cidade

Aprende depressa a chamar-te de realidade

Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso.

No mais vou ficando por aqui,cheia de saudade desta que é minha cidade do coração: “São Paulo”.

*by Clí Santos

No país do Hopi Hari

Em meados de outubro, fiz uma viagem relâmpago à Sampa, especialmente para levar meu pimpolho paulista a sua primeira curtição em um parque de diversão. Fomos ao Hopi Hari, parque temático que é considerado o maior parque de diversão da América Latina. Tudo bem que durante nossa estada na cidade, foi só chuva…mas, afinal, sem garoa, São Paulo não seria São Paulo, não é mesmo?…rsrs

Crédito de imagem: Veja São Paulo

 
Algumas pessoas sempre me perguntam onde fico hospedada em Sampa. Bem, se você é como eu e não gosta de causar “transtorno”, pedindo abrigo em casa de amigos ou parentes, então, procure um dos inúmeros hotéis, que a terceira maior cidade do mundo tem a oferecer. Também existem vários albergues, mas, infelizmente, eu ainda não tive a oportunidade de vivenciar esta experiência. No meu caso, procuro sempre hotéis das bandeiras Accor Ibis ou Fórmule 1. São confortáveis e oferecem serviços e preços acessíveis. No Ibis, por exemplo, já me hospedei em vários endereços. Inclusive no interior de SP. No entanto, desta vez optei pelo Fórmule 1, na rua da consolação, no centro da cidade.
 
Se você vai à São Paulo sem carro, a dica é se hospedar próximo a alguma estação de metrô, para facilitar sua locomoção na cidade.
 
Uma vez instalados, lá fomos nós para o Hopi Hari de Hopi Bus (transporte próprio do parque), que, na ocasião, nos apanhou na rua Haddock lobo, uma das muitas travessas da Av.Paulista. E, detalhe, a manhã era de muito frio e de muita chuva. Kkkkk.
 
Chegando no parque, primeiramente, demos uma volta para reconhecimento do lugar. Já que eu e Gabriel estávamos ali pela primeira vez.
 
Criança é um sarro mesmo, diverte-se de qualquer jeito, faça chuva ou faça sol. E pela alegria, certamente, o Gugu estava achando que se encontrava na Disney..kkkk. Looping, brinquedo muito louco que vai de frente e volta de costas, que medo!!
 
Por outro lado, eu e minha irmã, que, por sinal, também estava conosco…
 
Sabe o que acontece quando a gente estuda Turismo e Hotelaria? Não há como não enxergar os erros e acertos do Trade Turístico. A gente acaba reparando em tudo. E, neste caso, choveram críticas!!! Achamos o parque bem caidinho…rsrs. Muitos brinquedos estavam parados, em pleno domingo, para manutenção. Alguns, bastante mal cuidados. Os banheiros, sujos. Funcionários desmotivados. Alimentação ruim e muito, muito cara. Ugh! Ficamos pensando como um parque daquele porte podia estar naquelas condições?

A roda gigante ao fundo estava em manutenção...lamentável, único brinquedo que desejei brincar..rsrs

 
Levando em consideração que São Paulo já foi escolhida para sede da primeira partida da Copa do Mundo de 2014, chego à triste conclusão de que, provavelmente, outros turistas vão se deparar com este tipo de serviço, caso desejem visitar o parque .
 
Mas, como, para criança, tudo é festa, o Gugu, coitadinho, se divertiu à beça: brincou no carrinho de bate-bate, rio-bravo, splash, saloon show, chapéu mexicano, teatro de Caminda, jogos eletrônicos, barco no mar revolto, simuladores e muitos outros brinquedos. Como o parque estava praticamente vazio, não havia filas para os brinquedos, o que foi consolador …rsrs. Claro que o moleque não teve coragem de andar na montanha-russa e tão pouco de encarar os monstros na “Hora do Horror”. Seria muita adrenalina para o coraçãozinho dele.
 
Tudo isto, é claro, na companhia da tia coruja (minha irmã), sabe por quê? A mamãe, aqui, é péssima companhia em parques de diversões…kkkkk. Sou uma medrosa e avessa a brinquedos radicais. Apesar disto, devo confessar que gostei bastante do passeio. Especialmente, ao final do dia, quando finalizamos curtindo uma baladinha de encerramento, entitulada “Festa do horror”, em comemoração aos 10 anos da “Hora do horror” no Hopi Hari.

Crédito de imagem: site Hopi Hari

 
A curtição foi ao som de muita música eletrônica, vejam aí. Toca DJ!!!!!
 
E os próximos posts também continuam com mais passeios em Sampa!
 
*by Clí Santos

São Paulo abre a Copa do Mundo de 2014

Fonte: Ministério do Turismo (20/10/2011)

Brasília, DF – A Fifa escolheu hoje (20), em Zurique, na Suíça, a cidade que receberá a abertura da Copa do Mundo de 2014. Não houve surpresas: São Paulo venceu a disputa e a Arena de Itaquera, estádio em construção com capacidade para 68 mil pessoas, será o palco da primeira apresentação da Seleção Brasileira no mundial.

Avenida Paulista / SP

Turistas do mundo inteiro estarão com os olhos voltados para a cidade e suas opções turísticas. Tipicamente urbana, São Paulo tem nos eventos e negócios seu principal convite para quem desembarca por lá. São feiras, congressos e conferências que colocam a cidade no topo desse tipo de turismo no país. Neste ano, por exemplo, a ocupação de hotéis paulistanos no primeiro semestre foi de 69,3%, em média – o maior índice dos últimos seis anos.

Seja de terno e gravata ou em um estilo mais casual, este é um tipo de visitante diferenciado. Os estrangeiros que chegam ao Brasil para negócios, por exemplo, gastam, em média, US$ 119,38 por dia. Buscam no tempo livre entretenimento como museus, exposições e gastronomia.

Roteiros – O ar de metrópole inspira rapidez, correria, olho no relógio. Mas tudo isso pode ser deixado de lado para apreciar a cidade, acredite, a pé. Alguns roteiros são fáceis de serem montados e exigem apenas um toque de criatividade. Em uma hora de passeio pelas ruas de São Paulo, no Centro, o turista tem a chance de admirar e participar de algumas das mais fantásticas opções de turismo da cidade. Leia notícia na íntegra

SWU – Por um mundo melhor!!!

O SWU(Start With You – Começa Com Você) é um movimento criado por Eduardo Fischer, presidente do Grupo Totalcom, em prol da sustentabilidade, e que tem, como convicção, que as pequenas atitudes geram grandes mudanças. O que podemos fazer para salvar nosso planeta? A resposta está nas pequenas atitudes do dia-a-dia, ou seja, nos bons hábitos de nossas vidas. Como por exemplo, na reciclagem do lixo doméstico, no consumo consciente dos recursos naturais, mas, principalmente, na proposta de cativar o indivíduo para se juntar à causa e compartilhar destas mesmas experiências ecologicamente corretas.
 
O SWU é um movimento musical criado para falar diretamente com o jovem sobre a questão da “Sustentabilidade”. Nos próximos dias 12, 13 e 14 de novembro, na cidade de Paulínia/SP, acontece um dos maiores festivais em prol de uma causa sustentável.

Crédito de imagem: site SWU

 
Além de shows, acontece durante o festival, um Fórum Global de Sustentabilidade, no qual ocorrem debates e discussões sobre o tema. Paralelo a isto, somam-se novas idéias e propostas visando os campos social, econômico e ambiental.
 
Especialistas nas causas ambientais são esperados para o Fórum de debates 2011. Entre os vários convidados estão: a Ex-Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, indicada pelo jornal inglês – De guardian – como uma das 50 pessoas que podem salvar o planeta. E o professor José Eli da Veiga, um dos maiores estudiosos em desenvolvimento sustentável, desde os anos 70.

Crédito de imagem: site SWU

 
É isto aí! Se você, leitor, ficou curioso, visite o SWU 2011 em Paulínia/SP e seja mais um a compartilhar de pequenas mudanças em prol de nosso planeta!

Crédito de imagem: SWU

 
SWU – COMEÇA COM VOCÊ.
 
By Clí santos

MTur suspende convênios do programa Bem Receber Copa

Fonte: Jornal de Turismo ( 26/09/2011)

O Ministério do Turismo suspendeu temporariamente a execução de todos os convênios com entidades privadas sem fins lucrativos destinados à qualificação dos profissionais, em especial aqueles firmados no âmbito do programa Bem Receber Copa. O repasse de recursos também foi suspenso.

A portaria assinada pelo ministro Gastão Vieira está publicada na edição desta segunda-feira no Diário Oficial da União. A medida foi tomada em função de um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) acerca dos riscos que esses projetos podem causar ao Erário.

O programa Bem Receber Copa foi lançado em abril de 2010, com a finalidade de capacitar 306 mil profissionais para terem contato direto com turistas durante a Copa do Mundo 2014.

O Ministério do Turismo foi alvo da Operação Voucher, deflagrada no mês passado, para apurar um suposto esquema de desvio de recursos públicos destinados a cursos de qualificação profissional no Amapá. Alguns convênios da Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo) chegaram a ser suspensos preventivamente.

Originadas a partir de auditorias do TCU, as investigações preliminares constataram irregularidades na execução de um convênio de R$ 4,4 milhões entre o Ministério do Turismo e o Ibrasi (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável). A PF estima que ao menos dois terços dos recursos foram desviados pelo esquema de corrupção. Ao todo, 36 pessoas foram presas.

Agência Brasil

Conselho Nacional de Turismo entrega dura carta ao MTur

Fonte: Folha do Turismo, Mercado & Eventos (21/09/2011).

O Comitê Gestor do Conselho Nacional de Turismo (CNT) entregou, na tarde de ontem (20/09), uma dura correspondência com pleitos e ponderações ao novo ministro do Turismo, Gastão Vieira. Na carta, lideranças do trade turístico brasileiro cobram resgate da respeitabilidade do setor, defendem modelo de gestão descentralizada implatada por Mares Guia e restabelecimento do andamento das ações da pasta.

O conselho aponta erros do Governo Federal e faz uma análise dos efeitos negativos que a crise tem provocado, assim como reivindicações para que o setor reaja e continue o processo de desenvolvimento da atividade, iniciado em 2003, com a criação da pasta pelo ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva.

Para isso, os conselheiros definem como fundamental a manutenção do modelo de governança do turismo, implantado na gestão do ministro Walfrido dos Mares Guia, baseado na gestão descentralizada e participativa. Leia notícia na íntegra