Finalizando mais um semestre da facul…

Bem caro leitor mais um semestre concluído. Nem acredito que já estamos no final do ano de novo!!! E eu, a caminho da reta final para conclusão de meu curso.

O semestre foi muito proveitoso, as matérias me agradaram demais e por algumas confesso que tenho uma certa paixão…rsrsr

Em “logística de Sinalização e Acessibilidade” aprendi todos os seus conceitos e aplicações, o que será de grande utilidade, já que, infelizmente no setor turístico é notória a falta de sinalização e de acessibilidade aos atrativos tanto em nível urbano quanto no rural. O objetivo deste aprendizado foi de fazer com que, nós estudantes de Turismo, desenvolvéssemos o conhecimento da logística de sinalização, com ênfase na legislação para, só então, compreender a importância da acessibilidade em meios de hospedagem e atrativos turísticos.

Em “Sistemas de transportes” estudamos a importância da relação do transporte para as atividades turísticas, conhecendo a operacionalização das empresas de transporte, logística e operação dos terminais de embarque e desembarque de passageiros. Claro que o foco principal foi o deslocamento do turista.

Passando para “Estratégias de Planejamento de Turismo Público” pude analisar de forma mais crítica, e agora, com certa propriedade a falta de estratégia e planejamento turístico relacionado a algumas cidades que conheço, e principalmente a que resido atualmente.

A disciplina envolveu objetivo e abrangência em planejamento, visando não apenas sustentabilidade, mas ressaltando que é preciso planejar as atividades como um todo; estudar os aspectos relacionados às características e processos do planejamento, dando importância na metodologia do inventário da demanda e oferta, assim como outros aspectos relacionados para o desenvolvimento adequado da atividade turística.

“Eventos e Turismo”, adoro…rsrsrs. Foi tudo muito básico e teórico, pois quando a gente tem uma proximidade maior com o tema, todo conhecimento é pouco, queremos sempre mais.

O objetivo principal da disciplina foi analisar as teorias sobre Eventos e Turismo, por exemplo: a operacionalização da área turística dentro de um evento, passando pela recepção, captação e organização do mesmo. A disciplina contribuiu para ampliar conhecimento relativo ao assunto, traçando uma relação com outras áreas, sempre com a finalidade de propiciar sua aplicação à prática profissional. Foi muito legal criar um evento fictício, e sentir todas as dificuldades enfrentadas pelos profissionais que atuam neste meio.

Em “Gestão de Empresas de Alimentação”(devo dizer que simplesmente amo todo este universo) o objetivo principal foi a importância do patrimônio gastronômico cultural na formação dos recursos turísticos ligados à alimentação.

Os estudos abordaram tipos de estabelecimentos, equipamentos, serviços e atendimentos, organização nos serviços de alimentação, bebida e fluxos de serviços. Sem esquecer do movimento “Slow Food”,  que vem crescendo no mundo todo e que valoriza justamente o que estudamos; resgatar a história dos costumes culinários dos territórios, valorizando seus hábitos locais e transformando o ato de comer em caráter cultural e prazeroso. O mais legal de tudo é saber que a gastronomia faz parte do pacote turístico oferecido ao turista!

Pois é, como disse em outro post, nós estudantes de Turismo somos tachados de “ sem conteúdo nem formação”. Mais uma vez, faço questão de deixar claro a importância de nosso papel com a devida formação e conhecimento multidisciplinar para desenvolver qualquer que seja atividade profissional dentro dos setores ligados ao Turismo. E que venha a Copa em 2014 e as Olimpíadas em 2016 estaremos preparados para assumir qualquer desafio profissional!

Saudações turísticas e vamos girando!

*Clí Santos

Anúncios

Seguindo o post anterior…

Vamos às expressões da região sudeste, especialmente de Sampa onde morei por 15 anos.

 A

À pampa: muito legal

 B

Baiano: pessoa vagarosa, preguiçosa, que gosta de coisas bregas (gente não estou criticando ninguém, somente inseri o termo usado,ok).

Baseado: maconha

Bater um rango: matar a fome

B.O: problema…kkk

Boiola: gay

Bocada: lugar perigoso, mau freqüentado

Bombeta: boné

Buzão: ônibus

Brother: amigo

Bruaca: mulher feia

C

Carne-louca: lanche típico em festa de aniversário = pão com molho de carne desfiada…uma delícia!

Cinco letras: motel…kkk

Cidade de OZ: gíria dos manos de Osasco…kkk, citação à cidade de Osasco

Chapado: bêbado

Chapar o côco: beber todas ou pirar o cabeção.

Chega aí mano: vem aqui irmão

Cuzão: vacilão…kkk

D

Dá hora: legal, maneiro

Dedo-duro: sujeito que delata outro

Demorou: expressão que denota a espera prolongada por algo que já podia ter sido feito ou pode significar também aceitação de algum pedido. Tipo assim – E aí mano, vamo dá uns rolês? Pô, demorô…kkk

Detonar: acabar com algo, terminar

E

É fria: é perigoso

Embaçado: demorado, chato ou algo que deu B.O.

Encher lingüiça: encher o saco, falar muito e explicar pouco

F

Firmeza: com certeza

Frutinha: homem afeminado

G

Galinha: usado para ambos os sexos, que saem e transam com todo mundo

Garaginha: drive-in

J

Jacú: pessoa do interior, tímida, sem malícia

M

Mal acabado: pessoa feia, descuidada

Marombado(a): pessoa viciada em musculação e outros exercícios físicos, musculoso.

Mauricinho: rico, moderninho, da elite

Mêu: esta gíria é nativa de SP e tem vários sentidos e usos é como se fosse o égua do Pará..kk.

Mina: garota paulistana

Mó cara: muito tempo…um tempão

N

Nerd: idiota

No esquema: se refere a uma ação de um grupo, participação em algo.

O

Ôrra meu: admiração por algo

P

Patricinha: garota riquinha, anda na moda, metidinha

Paga pau: admirar algo ou alguém…kkk

Periferia: bairro afastado do centro

Piranha: garota que sai com todo mundo, faz programa

Pirar o cabeção: enlouquecer; fazer algo inusitado

Prensadinho: lanche com tudo que você pensar dentro, coberto com purê de batatas e depois prensado no final…kkk. (Em Osasco tem um prensadinho da hora, em frente o Shopping Continental, esquina com Av. Azevedo Marquês)…kkk

Putz!: expressão de espanto, alegria, surpresa, raiva…depende do contexto…kkk

Q

Quebrado: sem dinheiro, duro…kkk

Queimar o filme: fazer fofoca

R

Rap: ritmo ou poesia

Rolê: dar um passeio,volta

S

Sangue bom: pessoa legal, gente fina..kkk

Só o pó: cansado

T

Tá ligado: tipo, tá atento? Tá sabendo?

Tipo assim: vírgula de paulista(pode aparecer abreviado: “Tipo”).

Trampo: trabalho

Treta ou parada: confusão, briga

Trocar  idéia: conversar

Truta: parceiro, amigo

V

Véio: forma de tratamento carinhoso entre conhecidos

X

Xonado: apaixonado

Z

Zueira ou zoação: bagunça, brincadeira

– Chega aí mano, quando você visitar Sampa tem que mandar bem nos esquemas dos paulistas, valeu truta? Kkkk

Firmeza!! E até o próximo giro…>>

* Clí Santos